Chegai-vos a Deus, e Ele Se Chegará a Vós - Chamado ao Evangelho

Recentes

colocar adsense (apagado)

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Chegai-vos a Deus, e Ele Se Chegará a Vós

Texto bíblico: (Tg. 4: 7-10)

 1. O propósito de Tiago

O principal propósito de Tiago era expor as praticas antiética e ensinar o comportamento cristão correto, nesta carta Tiago expressa claramente sua preocupação para com os cristãos perseguidos que eram membros das igrejas que se localizavam em Jerusalém.

2. A preocupação de Tiago.

O principal fato que despertou a preocupação de Tiago foi que as obras do mundo estavam dentro da igreja, ou seja, o mundanismo estava predominando no meio da casa do Senhor.
Observemos os versículos 1 e 2, que naquela época os cristãos lutavam e brigavam entre si por interesses pessoais, pois seusdesejos e objetivos eram totalmente carnais e não espirituais.

3. As conseqüências (v. 3-6)

Todo pecado tem suas conseqüências e principalmente nos afastam de Deus, por essa razão naquela época Deus não ouvia e nem atendia as orações e pedidos daqueles cristãos, porque eles pediam as coisas para usá-las em seus próprios desejos carnais.
Por essa razão Deus espira Tiago á citar algo muito importante para os cristãos daquela época e principalmente serve para os cristãos de hoje, que a amizade do mundo é inimiga de Deus, e aquele que quiser ser amigo do mundo torna-se inimigo de Deus.

4. O rompimento com o mundo (v. 7-10)

Tiago cita dez atitudes que demonstra um rompimento total com o mundo e com o velho homem, são eles:
· Sujeitai-vos a Deus;
· Resiste ao diabo;
· Chegai-vos a Deus;
· Purificai as mãos;
· Limpai o coração;
· Afligi-vos;
· Lamentai-vos;
· Chorai-vos;
· Converta-se o vosso riso em pranto;
· Humilhai-vos;
De nenhuma maneira o povo de Deus, à igreja santa do Senhor, deve andar de mãos dadas com o mundo e muito menos aceitar que o mundanismo entre dentro da igreja.
Muitas igrejas deixaram de ser casa de oração para se tonar casa de espetáculos.


Guarda teus pés quando pisares na casa do Senhor (Ec. 5:1).
Ir. Rafael Willison

Nenhum comentário:

Postar um comentário