Santificação - Rafael Willison - Chamado ao Evangelho

Recentes

colocar adsense (apagado)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Santificação - Rafael Willison



A santificação é a marca do autêntico cristão. Não medimos nosso cristianismo por aquilo que pregamos, mas por aquilo que vivemos. Como D.L. Moody já dizia: De cem homens, um lerá a bíblia; noventa e nove lerão você.
Podemos definir a santificação como “um ato sobrenatural de Deus que se inicia com a regeneração, consistindo no progressivo abandono do pecado em direção a Deus tendo como padrão a imagem de Jesus Cristo”.
Iremos classificar a santificação em três processos, são esses:
  1. Santificação Posicional. Ocorre quando o pecador passa a crer na pessoa de Jesus Cristo e essa fé o leva a um arrependimento verdadeiro. Seus pecados são perdoados e a justiça de Cristo é imputada sobre ele. Agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus (Rm 8.1). O pecador passar a ser uma nova criatura; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo (2 Co 5.17).
  2. Santificação Progressiva. Essa é a grande evidência de que a boa obra foi iniciada no pecador. “Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo” (Fp 1:6). Esta é a santificação prática. “Trata-se do crescimento cristão, abandonando o pecado e o investimento em uma vida de dedicação a Deus” (Rm. 6:19, 22; 1 Tg. 4:3, 4; 1 Pe. 1:14-16) . Agora, salvos da ira de Deus e libertos da condenação do pecado, busquemos o aperfeiçoamento na santificação no temor de Deus (2 Co 7.1).
  3. Santificação Total. Essa é a tão esperada obra de salvação na vida do crente. O maravilhoso dia da nossa glorificação. Quando esse dia chegar, a trombeta soará, os que dormem em Cristo Jesus, ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados (1 Co 15.52). Nesse gloriosos dia, todo o resquício do pecado que ainda habita em nós, serão removidos. Então seremos como Ele é, contemplaremos a sua ofuscante glória. “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos”(1 Jo 3.2).
Conclusão: Como disse certa feita minha esposa: “Prossiga com o Senhor Jesus em meio as suas fraquezas”. Não pare de prosseguir, independente das suas fraquezas, lutas, dificuldades, não desista do SEU JESUS. Ele é tudo que temos. “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna (Jo 6.68). Logo chegará o tão grande e esperado dia em que veremos o nosso Salvador Glorificado e nós depararemos com sua inefável glória nos envolvendo e transformando-nos a sua perfeita imagem e semelhança. Marata.
No amor de Jesus Cristo, Rafael Willison

Nenhum comentário:

Postar um comentário