O Exemplo dos Puritanos para os Jovens - Chamado ao Evangelho

Recentes

colocar adsense (apagado)

quarta-feira, 29 de junho de 2016

O Exemplo dos Puritanos para os Jovens

 “Não sejais somente ouvintes da palavra, mas praticantes.” Tiago 1:22
  Para você jovem, que acompanha as mensagens do Defesa do Evangelho, lê bons livros e participa de conferencias reformadas, quero recomendar-lhe algo: não cresça somente no conteúdo intelectual e teórico; não seja estéril, infrutífero na fé! Transforme esse conhecimento adquirido em atitude prática. Se vocês, jovens, colocarem em prática todo conteúdo que diariamente adquirem, poderão formar uma geração santa, como foi na época dos puritanos! Vocês poderão ser uma geração puritana! Quando digo isto não estou falando de ser idênticos aos puritanos, mas sim de exercer a influência que os puritanos exerceram! Eles foram cidadãos diferentes, esposos incomuns, esposas incomuns, pais distintos, mães distintas, profissionais santos, pessoas retas, honestas, íntegras, espirituais! Eles tiveram ministérios e foram ministros excelentes. Foram pessoas que marcaram a sociedade inteira pelo seu “bom” testemunho, pela sua “íntegra” conduta.
  O excepcional nos puritanos não foi somente a teologia reformada que eles professaram ou sua louvável espiritualidade, mas foi o comportamento deles, o caráter reto deles. Isso foi o que mais impactou sua sociedade! Os puritanos foram, de fato: “Sal da terra e luz do mundo”. As propriedades do sal impedem a degradação do alimento. A presença dos puritanos impedia a corrupção, restringia o pecado… eles ditavam formas, regras e valores apenas com seu testemunho de vida piedosa. Casamentos eram abalizados a partir de casamentos puritanos. O cuidado com as finanças, com os estudos de cada gasto. Eles eram os “aferidores de medida”.

Richard Baxter
Richard Baxter nasceu em 1615. Diferentemente da maioria dos famosos ministros puritanos, Baxter não desfrutou de estudos nas universidades de Oxford ou Cambridge. Ele estudou na modesta Escola Pública Donnington. Depois, foi um autodidata. Leitor ávido, Baxter estudou amplamente vários assuntos. Deste modo, tornou-se um homem de excepcional conhecimento e habilidade para debates. Foi ordenado diácono pelo bispo de Worcester, em 1638. Por breve tempo (1641-1642), Baxter trabalhou como preletor e co-pastor em Kidderminster. Em 1642, o país se envolveu em guerra civil. Baxter serviu como capelão no Exército do Parlamento até 1647, retornando a Kidderminster como pastor. Ali, ele trabalhou até 1661. Estes 14 anos, em que teve a idade de 32 a 46 anos, foram notáveis por causa da transformação espiritual operada na cidade. Aquele município foi tão abençoado que se tornou um referencial na história evangélica da Inglaterra.

  Você, jovem cristão, pode decidir deixar de fazer parte desta “geração gospel” mimada, mundana, que não conhece profundamente o “Santo Livro” (a Bíblia), que desconhece o lugar secreto da oração e detesta a dicotomia salutar entre secular e sagrado, permitindo-se gozar das benesses carnais. Você pode ser parte de uma geração que vai impactar sua cidade, estado, país e o mundo!
 Ouçam-me jovens, nós não testemunhamos de Cristo somente com o sobrenatural: com curas prodigiosas e dons miraculosos. Tampouco testemunhamos apenas através de profissões de fé bíblicas e argumentos teológicos. Nós testemunhamos de Cristo através do nosso viver diário. Pagando nossas contas em dia, tratando bem nossas esposas, educando nossos filhos com a Palavra, nos vestindo como convém aos santos, tendo um vocabulário saudável, puro e justo! Este é o mais poderoso testemunho que podemos dar da eficácia do Evangelho: nosso procedimento, nosso comportamento!
  Certo dia, conversando com um jovem eu disse: “Preste atenção, caso você constranja sua família, a partir de hoje, com seu testemunho dentro de casa. Se você cumprir com todas as suas obrigações, fazendo os deveres do lar, deixando seu quarto limpo, respeitando e honrando pai e mãe obedecendo-os. Se você voltar para o segundo semestre na escola e for o melhor aluno de sua classe, tanto em notas quanto em caráter. Se você cursar o superior fazendo uma faculdade de teologia, depois um mestrado e doutorado, você pode se tornar o novo Jonathan Edwards ou Jonh Wesley. Você pode ser o John Owen ou Richard Baxter desse século, pois todos esses começaram lá na infância, arrumando o quarto, honrando a mãe, tendo piedade e devoção, para depois serem os gigantes que foram! Fazendo assim, você também pode ser um ministro capacitado como este mundo não viu!
Vocês todos, que me leem agora, também podem fazer isso!
 Moças, vocês podem ser elegantíssimas, lindíssimas, belíssimas, sem transmitir qualquer sensualidade. Mulheres de Deus não se encontram mais hoje em dia. Aquele tipo de moça que se dedica a oração, ao estudo da Palavra, que é uma esmerada companheira de sua mãe, respeitosa e submissa às mais velhas, isso não existe mais. Quase não se encontra moças desta qualidade. Entretanto, vocês têm tudo que é necessário, em Deus, para serem mulheres virtuosas, santas e excelentes esposas que os maridos jamais encontrarão iguais! Tomem como exemplo Susanna Wesley, que cuidou dos seus onze filhos com bravura! Ela foi responsável, casta, boa dona de casa, santa, de modo que você pode fazer como ela.

Jonathan_Edwards_engravingJônatas Edwards, entre os homens, era o vulto maior nesse avivamento, que se intitulava O grande desperta­mento. Sua vida é um exemplo destacado de consagração ao Senhor para o desenvolvimento maior do intelecto e, sem qualquer interesse próprio, de deixar o Espírito Santo usar o mesmo intelecto como instrumento nas suas mãos. Amava a Deus, não somente de coração e alma, mas tam­bém de todo o entendimento. “Sua mente prodigiosa apo­derava-se das verdades mais profundas”. Contudo, “sua alma era, de fato, um santuário do Espírito Santo”.
















Peço para que você olhe o cenário religioso a sua volta. Perceba os “super-homens de Deus” os famigerados “apóstolos”. Eles são pessoas sem caráter, sem qualificação moral. Seus testemunhos são péssimos na sociedade. Seus ministérios sempre estão ligados à ignorância, a desonestidade, a trapaça. É isso que o Evangelicalismo moderno transmite: injustiça, desonestidade, corrupção, ignorância, estupidez. Vamos mudar isso. Vamos mostrar, como nos séculos passados, que os homens mais inteligentes e probos da época eram cristãos.
 John Wesley, um dos homens mais inteligentes de seu tempo, na Inglaterra, era cristão. John Owen foi vice-chanceler de Oxford. Jonathan Edwards ocupou a reitoria da faculdade de Princeton, além de ter sido o maior teólogo e filósofo americano. Houve um tempo que os reitores, vice-reitores, chanceleres, embaixadores, ministros de Estado e, até mesmo, presidentes foram todos cristãos. Os homens mais inteligentes eram cristãos. Os homens mais honestos eram cristãos. Os homens mais trabalhadores eram cristãos. As famílias mais exemplares eram as cristãs.
 E vocês, jovens, podem ser essas pessoas. Podem ocupar cargos públicos e cargos de liderança com excelência e brilhantismo, sendo os melhores alunos do ensino fundamental e médio, os melhores alunos das faculdades, se vestindo com pudor, decência e transformando essa geração com a conduta e o caráter de vocês; não tendo o estudo como um fim em si mesmo, não tendo o trabalho como um fim em si mesmo, mas algo para glorificar a Deus! Glorificar a Deus tendo o maior índice de produção na sua empresa, sendo o melhor aluno da classe, recebendo diplomas. Glorificar a Deus com a fortuna que você pode adquirir, utilizando-a para ajudar os pobres, promovendo o Reino de Deus. Os cristãos podem galgar lugares mais altos na sociedade? Sim. Sendo o “sal da terra e luz do mundo”.
John Owen 
John Owen nasceu em 1616 em Stadham (Oxfordshire, Inglaterra), os antepassados galeses.Seu pai, Henry Owen, era um ministro da Igreja Anglicana e pertencia à ala dos “puritanos” ou reformadores evangélicos. O jovem Owen era um estudante tão maravilhoso que aos doze anos e depois ingressou na Universidade de Oxford, no Queen’s College, uma coisa inédita até então. A dons naturais adicionou um esforço quase sobre-humana, uma disciplina rigorosa quanto ao resto: apenas quatro horas de sono à noite.


Quem sabe vocês não vão ditar a tendência da vestimenta jovem da próxima geração? A tendência dos relacionamentos, o padrão dos casamentos, o padrão escolar, acadêmico e a conduta em geral não vai ser regido por vocês?
 Chegou a hora de vocês serem os protagonistas, os reformadores deste século apóstata! Os maridos brilhantes, as esposas virtuosas, as donas de casas santas, os profissionais excelentes que essa nação precisa! Sobretudo, vivendo sempre com os olhos voltados para Cristo, seu Capitão! Praticando a piedade, crescendo à imagem do Filho de Deus, crescendo em santidade, devoção e amor ao Deus todo poderoso! Tendo Cristo como maior paixão de suas almas, como a pérola de grande valor, como o tesouro de grande valor de Cristo, por Cristo e para Cristo! Amém.
Em Cristo,
Paulo Junior

Um comentário:

  1. MUITO BOM !!!
    PRECISAMOS VOLTAR E APRENDER COM OS PURITANOS, QUE DEUS NOS DESPERTE NESSA GERAÇÃO !!!

    ResponderExcluir