Alívio - Paulo Junior - Chamado ao Evangelho

Recentes

colocar adsense (apagado)

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Alívio - Paulo Junior

Até quando não apartarás de mim, nem me largarás, até que engula a minha saliva?
Jó 7:19
Há momentos em nossa vida que o sofrimento atinge a sua mais alta intensidade, tornando-se quase insuportável. Parece que entramos em um enorme labirinto: sombrio, vasto e repleto de criaturas hostis. Temos a impressão que os verdugos de nossa alma estão a nos expiar e fazer com que esse sofrimento piore ainda mais. Nessa hora, talvez nem pedimos para a extinção total do sofrimento, mas apenas um momento de alívio!
Foi exatamente este o estado no qual Jó se encontrava… A sua provação era tão aguda, tão intensa, que ele pedia para Deus ao menos deixá-lo engolir a saliva! Jó dizia, com esse provérbio, “me dê um tempo nessa provação! Me dê um momento de alívio ao menos!
Estimado irmão, esta mensagem foi encaminhada a você que pode estar, na semelhança de Jó, esgotado! Seu sofrimento pode ter atingido o ápice e você está a dizer: “Permita-me engolir minha saliva; traga alívio a minha dor, por favor!
Quero dizer que em todo o sofrimento de Jó Deus esteve o acompanhado de perto, sem um dia sequer o abandonar! Todavia, aquele período de sofrimento foi providencial: Deus o estava conformando à imagem do seu Filho; estava elevando sua consciência de Deus e das coisas eternas; estava purificando seu caráter.
Podemos ver isso com clareza em suas declarações: “Eu sei que o meu Redentor vive, e que no fim se levantará sobre a terra. Eu o verei, com os meus próprios olhos (Jó 19:25-27)”. E outro texto, quase no final do livro, depois de tanto tempo sofrendo, Jó vai resumir todo o propósito de Deus através do sofrimento: “Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos” (Jó 42:5).
Creio, meu amado irmão, que você só está passando por isso porque Deus quer se revelar a você. Revelar todo o Seu amor e a Sua bondade! Mesmo que você não entenda, mesmo que você não saiba o porquê de tudo isso, o porquê dessas agruras intermináveis! Uma coisa eu sei: todas elas estão trabalhando para o seu bem! (Veja Romanos 8.28-29)  Calma! Tenha fé, o alívio virá! Os momentos de refrigério estão chegando, para que no final de tudo isso você, como em um cântico de vitória, diga: Eu sei que o meu Redentor vive, e agora meus olhos o veem!
No amor de Cristo,
Paulo Junior

Um comentário: